Os Açores - São Miguel

Aproveite os Açores

Furnas e Pico do Ferro

As Furnas, para além das Sete Cidades, é provavelmente o único sítio em que todos os visitantes de São Miguel passam. Embora, a forma como isto acontece possa variar. Uma vez que estamos convencidos que os Açores são melhor descobertos individualmente, daremos, apenas, algumas sugestões. Só como um aviso – não achamos que parar, simplesmente, em alguns pontos turísticos como as Caldeiras e comer o conhecido Cozidos das Furnas seja a melhor forma. De qualquer forma, vamos ao que nós recomendamos. Escolhemos quatro lugares:

  • O Pico do Ferro com o miradouro com o mesmo nome,
  • Furnas,
  • A Lagoa das Furnas,
  • Ribeira Quente, com uma grande praia designada de Praia do Fogo, que é especialmente adorada pelos nossos filhos.

Então vamos começar…


Se gosta dos Açores, e gostava de passar algum tempo em São Miguel, teremos todo o gosto de recebê-lo na nossa casa de férias. Saiba mais aqui. Se tem alguma dúvida, sugestões ou pedidos especiais de publicações, entre em contato connosco através dos detalhes fornecidos aqui.

Pico do Ferro

Não é nenhuma novidade que eu sou um grande fã do nascer do sol na ilha de São Miguel. Além disso, as áreas menos frequentadas dos Açores, das quais Furnas pertence, ficam completamente calmas de manhã cedo. Os únicos seres vivos que eu encontrei aqui a essa hora do dia foram alguns coelhos, que pareciam estar a desfrutar da tranquilidade tanto como eu. Ainda, pode ser visto mais tarde aqui, visto que o sol nasce acima das montanhas, antes de se movimentar lentamente do Castelo Branco até à Lagoa das Furnas e, por fim até à freguesia das Furnas.

Nascer do sol nas Furnas visto do Pico do Ferro
Nascer do sol nas Furnas visto do Pico do Ferro

Na brisa fresca da manhã, o vapor das Caldeiras ainda permanece no ar em grandes nuvens acima da freguesia e nas margens da Lagoa das Furnas. A névoa também persiste nas depressões até o sol aquecer suficientemente o solo para se dissipar.

O vapor das Caldeiras também se vai tornando menos visível com o aumento das temperaturas. Assim que já tiver apreciado a vista e a tranquilidade através do Pico do Ferro, e o sol começar a subir, recomendamos que inicie o trilho até à Lagoa das Furnas.

Trilho do Pico do Ferro até à Lagoa das Furnas

O trilho inicia-se diretamente a partir deste ponto de vista aqui. Até agora, nós só andamos no trilho nessa direção, embora, tecnicamente, seja um percurso circular. O trilho faz parte do percurso oficial do SMI 22 e não é muito difícil, apesar do pondo de partida parecer um pouco assustador.

Ponto de partida do trilho do Pico do Ferro em direção à Lagoa das Furnas
Ponto de partida do trilho do Pico do Ferro em direção à Lagoa das Furnas

O caminho de partida para a lagoa pode ser percorrido facilmente, em menos de uma hora e oferece várias impressões diferentes. Através da vegetação, consegue ver constantemente a Lagoa das Furnas. Conseguirá, igualmente, descobrir muitas árvores e plantas com formas estranhas aqui.

Eu acho realmente impressionante como basicamente todos os locais são completamente verdes, devido ao clima quente e à humidade. Até mesmo onde as plantas maiores não conseguem crescer, os musgos e os fetos tornam as superfícies coloridas com a sua intensa cor verde.

Lagoa das Furnas

Como o trilho o leva praticamente até às Caldeiras, recomendo que faça uma pausa nas margens da Lagoa das Furnas. Há uma pequena roulotte de comida junto à lagoa, que vende os famosos Bolos Lêvedos das Furnas, café expresso, entre muitas outras coisas. Eu considero que os dois fazem uma excelente combinação e os bolos vendidos nos supermercados não se comparam a estes frescos. Durante o verão, as maçarocas de milho cozido são cozidas nas Caldeiras e vendidas aqui também. Durante o resto do ano, só estão disponíveis, geralmente, no centro das Furnas.

Lagoa das Furnas
Lagoa das Furnas

Claro que também deve dar uma passagem nas Caldeiras e apreciar os Cozidos das Furnas. A área que há alguns anos atrás estava completamente aberta está agora vedada. No entanto, deve continuar a estar de olho nos seus filhos pequenos. A água e o vapor quente podem surgir, também, por fraturas no chão, por bordas e por outros lugares. A propósito, no lado oposto à Lagoa, fica o jardim botânico Mata Jardim José do Canto, onde poderá encontrar a cascata Salto do Rosal. Deve reservar um pouco do seu tempo para explorar este lugar, pois foi por isso que escrevemos um artigo à parte sobre ele. Dependendo da sua vontade de ir à praia ou de explorar as Furnas, pode partir daqui.

Furnas

As Furnas têm alguns pontos turísticos bastante notáveis. Além das Caldeiras e dos restaurantes populares, existe também o Parque Terra Nostra. Pode perfeitamente passar um dia inteiro neste parque. Não é tão visível a Igreja de Santa Ana. Foi construída com um estilo clássico Açoriano.

Igreja de Santa Ana nas Furnas
Igreja de Santa Ana nas Furnas

Às vezes, em vez da música habitual, os sinos tocam diferentes melodias. Ouça este pequeno exemplo:

Glockenspiel der Igreja de Santa Ana

As Caldeiras

Não pode perder as Caldeiras no caminho para a freguesia, vindo da Povoação.

O que pode ser um pouco mais complicado é dirigir nas ruas de sentido único dentro da freguesia. O GPS pode ajuda-lo nesse aspeto. Pode estacionar aqui.

Um pequeno caminho leva-o até às Caldeiras. No fim, próximo à nascente “Água Sr. Miguel Henrique”, leva-o de volta à estrada principal. Muitas pessoas “corajosas” (até mesmo residentes) enchem as suas garrafas com água aqui. Não vou dizer para não o fazer, no entanto, pessoalmente, prefiro água fresca sem energia mágica do vulcão.

Fontes próximas das fumarolas nas Furnas
Fontes próximas das fumarolas nas Furnas

Pode obter uma água melhor nas fontes de água mineral mais antigas aqui. Se seguir mais um pouco a estrada à direita ao longo do curso de água, chegará ao local onde tiramos esta fotografia.

Água fervendo a borbulhar nas fumarolas nas Furnas
Água a ferver a borbulhar nas fumarolas das Furnas

Não existem muitos outros lugares onde se observe melhor a energia que está contida no subsolo. No caminho de volta até ao parque de estacionamento, logo na entrada, tem outra oportunidade de apreciar as maçarocas de milho cozido das Caldeiras ou experimentar os Bolos Lêvedos frescos.

Parque Terra Nostra

Por falar na energia do solo: No outro lado das Furnas encontrará o Parque Terra Nostra. Aqui, existe uma grande piscina de água termal, que contém água quente e, como é óbvio, muito rica em ferro vindo da terra. Se quiser tomar um banho lá, não use roupa de banho ou toalhas com tonalidades claras. Além da piscina, acho que vale a pena visitar o belo jardim botânico. Reunimos aqui algumas fotografias para ter uma ideia de como ele é.

Ribeira Quente

Se quiser relaxar mais um pouco, a Ribeira Quente e a Praia do Fogo não são longe. No caminho, passará, pelo menos, por mais uma cascata. Situa-se entre os dois túneis no lado direito. Como estas estradas estão, normalmente, desertas poderá parar por um breve período de tempo.

No entanto, recomendo que se mantenham no interior do carro. Eu disse pelo menos uma cascata, porque num dia surgiu uma segunda cascata de repente que, desapareceu novamente pouco tempo depois. Se gostaria de saber mais sobre isso, temos algumas informações adicionais e algumas fotografias na nossa publicação referente às cascatas de São Miguel.

Se também quiser jantar, o “Ponta do Garajau” na Ribeira Quente oferece pratos de peixe muito bons (durante o principal período de férias, deve ligar com antecedência e reservar uma mesa). No caso de preferir o Cozido das Furnas, pode parar no O Miroma” ou no “Tony’s” nas Furnas, no caminho de volta. Novamente, certifique-se que reserva uma mesa, especialmente no principal período de férias.

Next Post

Previous Post

© 2021 Os Açores – São Miguel

Theme by Anders Norén  Powered by Quasiris GmbH