Os Açores - São Miguel

Aproveite os Açores

Os Antigos Moinhos em São Miguel

Andamos algum tempo a contemplar em que categoria os muitos moinhos de São Miguel se encaixariam melhor. Por um lado, são Locais Perdidos, mas na maioria das vezes também encontrará cascatas nas redondezas. Além disso, muitos moinhos fazem parte de rotas de caminhadas comuns. No entanto, uma vez que cada moinho é especial à sua maneira, decidimos dedicar-lhes um capítulo separado. Aqui, vamos recolheralgumas informações, impressões e fotos, sempre que as adquirirmos.

Moinhos do Crim

O Moinho do Crim é um moinho de água que se encontra ao longo do caminho que leva aos Moinhos da Ribeira Funda. É facilmente acessível a partir da estrada onde pode estacionar. Basta-lhe seguir as indicações para “Moinhos da Ribeira Funda”.

Poste de sinalização no ponto de partida a caminho dos moinhos da Ribeira Funda.
Poste de sinalização no ponto de partida a caminho dos moinhos da Ribeira Funda.

Preocupe-se apenas em usar calçado apropriado se tiver acabado de chover. A primeira parte do caminho é diretamente paralela a um pasto com alguma relva. Depois disso, leva-o a uma floresta densamente povoada com muitas plantas diferentes. Eu vim cá pouco antes do sol nascer, o que fez com que a floresta e o caminho parecerem um pouco assustadores.

Devido ao ar puro e à ausência de luz artificial, a lua pode ser vista até mesmo durante a madrugada, embora pareça um pouco assustadora.
Mesmo ao amanhecer a lua brilha através das árvores.

Tecnicamente, não é necessário vir tão cedo quanto o nascer do sol, pois o sol só atinge os Moinhos do Crim na floresta e, especialmente, no vale, muito mais tarde. No entanto, eu queria aproveitar ao máximo o meu tempo, e a floresta tem um aspecto muito especial ao amanhecer, especialmente devido às árvores derrubadas.

Abandonado e cheio de árvores derrubadas, este caminho parece bastante assustador, especialmente durante o amanhecer.
Abandonado e cheio de árvores derrubadas, este caminho parece bastante assustador, especialmente durante o amanhecer.

Se continuar pelo caminho, após cerca de 10 minutos vai ver uma placa no caminho, que aponta para os “Moinhos do Crim”.

Poste de sinalização para os Moinhos do Crim
Poste de sinalização para os Moinhos do Crim

Não vai demorar muito tempo a chegar às ruínas do antigo moinho. A natureza já conseguiu reclamar muitas partes dos edifícios e canais. Os caminhos entrelaçam-se um pouco aqui. Caminhe até ao rio para ver como a água flui, passando o moinho por uma pequena cascata em direção ao oceano.

Além disso, este é um ótimo lugar para descansar um pouco. Pode relaxar nas grandes rochas, ouvir a agitação da água e aguardar o que vai descobrir a seguir. Infelizmente, desta vez tive que voltar e não tive tempo suficiente para seguir o caminho até o fim. Tenciono fazê-lo no próximo verão, no entanto. Prometo! Vou incluir mais informação aqui assim que possível.

Moinhos da Ribeira Funda

Se já fez o seu caminho para os Moinhos do Crim, também pode seguir o caminho que o levará além dos muitos moinhos ao longo da Ribeira Funda. Estes moinhos de água estão em condições diferentes. Alguns são apenas ruínas, apoderadas quase por inteiro pela natureza, enquanto outros ainda se encontram bastante sólidos.

Moinhos da Ribeira Funda – perto da costa.
Moinhos da Ribeira Funda – perto da costa.

O caminho continua paralelo à ribeira, passando por vários moinhos. Além dos próprios moinhos, terá à sua frente uma bonita vista do desfiladeiro que corta a Ribeira Funda na rocha. A ribeira corre diretamente por várias cascatas pequenas, no sentido da foz para o Atlântico.

Ribeira Funda
Ribeira Funda

Ao longo do caminho e perto dos antigos moinhos de água, conseguirá ver também as pedras dos moinhos. Algumas estão densamente cobertos de plantas que são difíceis de detetar. No entanto, outros estão colocados diretamente ao lado da estrada, e podem ser usados hoje como uma mesa de piqueninque. Se fizer uma pausa num dos pontos, pode tentar imaginar como deve ter sido complicado levar o milho para os moinhos e depois trazer a farinha pelas zonas circundantes da mesma forma.

Se seguir o caminho em direção até à foz, poderá dar a volta até ao ponto de partida, em vez de voltar pelo caminho de onde veio. Do penhasco, onde o caminho de volta leva, vai conseguir obter uma bela vista da Praia da Viola, que, vista daqui, está posicionada em frente à Maia.

Vista do penhasco da Praia da Viola em frente à Maia
Vista do penhasco da Praia da Viola em frente à Maia

Moinho no caminho para a Praia da Viola

A Praia da Viola é um dos lugares mais bonitos a visitar na ilha. Além das cascatas, diretamente na praia e ao longo do caminho, pode ver também um moinho antigo ao aproximar-se do leste.

Ruína do moinho de água junto à Praia da Viola com uma antiga pedra de moinho em frente ao Atlântico azul
Moinho de água na Praia da Viola

Maravilhosamente localizado com vista para o Oceano Atlântico e perto da cascata, um dos antigos moinhos serve como uma “bacia” para a primavera.

A pedra de moinho perto da Praia da Viola serve com bacia de uma nascente
Pedra de moinho perto da Praia da Viola

Porém, isso não é tudo: Diretamente atrás do moinho, exite uma ribeira usada para a abastecer o moinho. Esta ribeira termina na cascata até à costa.

Cascata a caminho da Praia da Viola, perto do antigo moinho
Cascata a caminho da Praia da Viola, perto do antigo moinho

A propósito, a melhor forma de observar a cascata é seguindo um caminho estreito diretamente abaixo do último moinho. Esta fotografia foi tirada a 5 metros de distância desse caminho.

Depedendo do que preferir, também pode trazer até aqui o seu veículo e estacionar alguns metros acima, ou pode caminhar ao longo da costa, iniciando na Maia. Esta caminhada é, definitivamente, uma das mais bonitas de toda a ilha. Se preferir ir de carro, dirija com cuidado. O caminho até ao estacionamento é bastante estreito e íngreme.

Next Post

Previous Post

© 2021 Os Açores – São Miguel

Theme by Anders Norén  Powered by Quasiris GmbH